quinta-feira, 25 de setembro de 2008

DOMINGO-FEIRA


O pior não é o domingo, é todos os dias parecerem-se com o domingo e eu com um cogumelo estragado. O frio lá fora e eu no covil, muito além, a caça, o predador. O que sou?


Essa falta que sinto de quem não conheço, dos lugares que não fui e dos gostos que não senti, nunca acalma, nunca acaba, nunca da folga. E fico aqui sofrendo nem sei por quê. Fumando e bebendo sem comer.


Ah...
Ah...
Ah...


Vou falar um palavrão e fumar um pra relaxar.
Fazer sexo pra esquecer.
E NÃO QUERO MAIS NEM SABER DE VOCÊ!
.
.
imagem: Naoto Hattori

3 comentários:

Anônimo disse...

coitado desse vc

siguilita disse...

Haha
... é fictício

"-algo varios sentidos"como:... disse...

eh uma coisa parecida como vontade de não sei!!!